Clínica e Pesquisa em Odontologia - UNITAU, Vol. 8, No 2 (2016)

Hepatite B: conhecimento e cobertura vacinal de estudantes de odontologia da faculdade São Lucas

Sorrielen Oliveira Teixeira, Katia Regina Tobias, Rodrigo Queiroz Aleixo, Ana Giselle Aguiar Dias, Neiandro dos Santos Galvão

Resumo


É comprovada pela literatura a exposição do cirurgião dentista ao vírus da Hepatite B, visto que o meio de trabalho é propício para tal transmissão. Entretanto, diversas formas de prevenção estão presentes para os profissionais se protegerem da doença. Uma dessas formas é a vacinação. Estudos são escassos em relação ao teste de anti-HBs, visto que o mesmo é necessário para a confirmação da imunização. Assim, este estudo se propôs a verificar o conhecimento de alunos de odontologia da faculdade São Lucas em Porto Velho- RO, sobre a Hepatite B, as dosagens tomadas por eles referente à vacinação e principalmente se realizaram exames laboratoriais para a confirmação da imunização. Para isso, foi aplicado um questionário com perguntas sobre o tema aos alunos do segundo, quarto e oitavo período do curso. Observou-se com os resultados que a maioria dos acadêmicos não consideram todas as vias de transmissões possíveis do vírus e que, apesar de 98,47% terem tomada pelo menos uma dose da vacina, apenas 31,82% realizaram o anti-Hbs para a confirmação da imunização. Para a vacina ter eficácia, a mesma deve ser tomada corretamente e o teste sorológico realizado. Contudo, campanhas devem ser mais intensas, para um maior conhecimento sobre a hepatite B, aumentando a conscientização para ter uma correta proteção contra o vírus. 


Texto Completo: PDF