FUNDAMENTOS DIALÓGICOS PARA A PRÁTICA DE ANÁLISE LINGUÍSTICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA

Gabriela Debas dos Santos CLERISI

Resumo


O estudo apresentado neste artigo trata sobre os fundamentos dialógicos para a prática de análise linguística (PAL) em contexto de Educação Básica. Com os objetivos de discutir as contribuições teórico-metodológicas dos escritos do Círculo de Bakhtin para a PAL e apontar encaminhamentos teórico-metodológicos ao professor de LP para o trabalho com a prática em questão, fundamentamo-nos nos escritos do Círculo de Bakhtin. Para tanto, buscamos compreender a concepção de língua(gem) proposta pelos teóricos do Círculo, trazendo entendimentos quanto aos seguintes conceitos: sujeito, discurso, enunciado, gêneros do discurso, ideologia e valoração social. Para além disso, tratamos sobre as práticas de ensino e aprendizagem de LP, a partir das unidades básicas do ensino de LP, da abordagem operacional e reflexiva da língua(gem), e do que é/de que se trata a PAL. Assim, a partir de uma abordagem enunciativo-discursiva de base dialógica, propomos um caminho para o professor trabalhar com a PAL em sala de aula, pautado em uma sustentação teórica e em uma sustentação metodológica. A partir dessas sustentações, constatamos que o ensino de LP precisa acontecer com base nos sujeitos e suas especificidades, entendendo que os contextos sócio-histórico-culturais diferem-se a todo tempo, e assim caminham juntamente às individualidades da língua(gem) e às demandas dos sujeitos no que tange aos seus anseios discursivos.


Palavras-chave


Linguagem; Ensino de Línguas

Texto completo:

PDF