A SELEÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS DO PNLD POR PROFESSORES DE LÍNGUAS

Renato Caixeta da SILVA, Amílcar Figueiroa Peres dos SANTOS, Luis Gabriel Gabriel de ASSIS

Resumo


Este artigo relata uma pesquisa com foco na escolha de livros didáticos de línguas – materna e estrangeira - previamente avaliados e depois disponibilizados via Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Pretende-se prover entendimentos sobre como têm acontecido essas escolhas pelos docentes evidenciando as estratégias a que os profissionais recorrem neste momento, e como estabelecem critérios para essa seleção, e como avaliam o processo. Servem de apoio as ideias sobre materiais didáticos, especialmente livros didáticos, informações e estudos sobre PNLD e sobre avaliação de livros didáticos por professores. Em termos metodológicos, esta pesquisa qualitativa é baseada em depoimentos registrados em respostas a questionários respondidos por docentes atuantes em escolas públicas. Os dados revelam o cumprimento administrativo do procedimento de escolha de livros didáticos em reuniões, a importância do conteúdo como critério de seleção e avaliação, e da conversa com o colega e da consulta ao livro em si como estratégias usadas pelos docentes neste momento. Também verificam-se avaliações positivas ao PNLD de modo geral e que o processo de seleção específico pode ser positivo em termos de sua condução mas negativo na consideração das especificidades de cada contexto. Com essa investigação, procura-se contribuir com as políticas públicas, fornecendo análises dos dados para entendimentos locais (ALLWRIGHT, 2006) das seleções de livros didáticos recomendados e, também, subsidiar futuras práticas de formação docente no que se refere ao seu escopo: seleção de livros didáticos.

Palavras-chave


Livros Didáticos; Seleção; PNLD

Texto completo:

PDF