INOVAÇÃO LEXICAL E OBSOLESCÊNCIA LINGUÍSTICA NA ÁREA DE INFORMÁTICA: UM ESTUDO À LUZ DA LINGUÍSTICA DE CORPUS

Francisco Iací do NASCIMENTO, Sarah Virgínia Carvalho RIBEIRO, Antônio Luciano PONTES

Resumo


O léxico das línguas se renova constantemente através de processos vernaculares ou de empréstimos lexicais. Em algumas áreas como a informática a inovação tecnológica é intensa. Isso se reflete na língua com a criação de palavras novas para a denominação de novos objetos, conceitos, processos, etc. O objetivo deste trabalho é discutir como os neologismos da área de informática são introduzidos ao léxico da língua portuguesa. Para tanto, apoiamo-nos teoricamente nos estudos sobre Neologia em português de Alves (2004, 2012) e Correia e Almeida (2012) e nos estudos sobre Linguística de Corpus de Sinclair (2005), Aluísio e Almeida (2006) e Mello e Sousa (2014). Definimos como objeto de estudo 15 (quinze) neologismos da área de informática que sofreram alteração morfossintática, catalogados por Assirati (1998). Para discutir o caráter neológico dessas 15 palavras, fizemos um estudo contrastivo no qual utilizamos a internet como corpus de estudo e um conjunto de dicionários gerais, escolares e de aprendizagem como corpus de referência. Os resultados da análise mostraram que das 15 palavras estudadas 07 já foram incorporadas ao léxico da língua portuguesa, considerando o critério lexicográfico.

Palavras-chave


Neologismo; Linguística de Corpus; informática; Léxico

Texto completo:

PDF