O DISCURSO DO OUTRO NA REPORTAGEM DE ELIANE BRUM

Miriam Bauab PUZZO

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir os recursos de linguagem ativados pela repórter Eliane Brum. Pelo seu estilo peculiar, na contramão do jornalismo informativo, explora, além  de imagens e figuras de linguagem, o discurso citado por meio do discurso direto, indireto e suas variantes como o indireto livre. Para discutir essa questão, a teoria dialógica de Bakhtin e do Círculo sobre a voz de outrem como citação, incorporada ao discurso do narrador, serve de fundamentação para análise do estilo de Brum e dos efeitos de sentido que produzem para sensibilizar o leitor. Para demonstrar seu estilo, foi selecionada a reportagem “Os vampiros da realidade só matam pobres” que integra a coletânea organizada pela ONG Médicos sem fronteira, intitulada Dignidade! (2012). Os recursos sintáticos que se apresentam na incorporação das vozes reportadas possibilitam um novo enfoque na constituição de efeitos de sentido nas narrativas jornalísticas.


Palavras-chave


Teoria dialógica do discurso

Texto completo:

PDF